One love manchester

Olá positividade!tudo bem?

Quem me acompanha no instagram, viu nos stories, algumas cenas do que rolou no evento de ontem #OneLoveManchester,  onde os famosos se reuniram para arrecadar dinheiro para a familia das vítimas de 22 pessoas, mortas no  atentado suicida dia 22 de maior  no show da Ariana Grande em  Manchester. Entre os famosos estavam Justin Bieber, Coldplay, Take That e Katy Perry. Os recursos irão para o fundo de emergência We Love Manchester, que foi criado pelo Manchester City Council, em conjunto com a Cruz Vermelha britânica. Os organizadores esperavam que pelo menos US $ 2 milhões sejam levantados do evento, porém as fontes dizem que arrecadaram 12 milhões.

“O amor e a união que vocês mostram aqui são o remédio de que o mundo precisa agora”, disse Ariana Grande.

Sei que haverá muita gente que vai criticar este evento, como sempre há críticas! Afinal existem milhares de pessoas que nunca conseguem ver as coisas com bons olhos e se é bom, sempre acham que pode ser melhor. Entendo que ao redor do mundo acontece muitas tragédias, mas de quem é a culpa mesmo? Das culturas familiares, das religiões, das politicas – Afinal o que temos absorvidos para dentro de nós durantes todas essas décadas, transmitidos de geração para geração?

É certo que não cabe responsabilizarmos um grupo de indivíduos para a mudança no mundo e exigir que as coisas mudem, as mudanças começam por cada um de nós. Nós, isso mesmo “Nós”, que muitas vezes estamos confortáveis em nossas casas e não estendemos as mãos para quem precisa, ou se ajudamos que venha com um pouco de benefício em troca, será?!

Tais artistas fizeram sua parte, usaram seu marketing, para promover ajuda – poderiam fazer sempre? Sim, poderiam, assim como todos nós deveríamos promover muitas coisas antes de piorar a civilização humana, antes de tragédias. O evento foi comovente e provou que juntos podemos ajudar. Como poderíamos melhorar, usando as ferramentas certas, com pessoas de princípios de verdade num país chamado BRASIL, tão cheio de história, tão desvatado desde o berço, explorado, obrigado a mudar, oprimido a seguir religiões, antes desconhecidas pelos nossos primeiros habitantes indígenas. O que esperar? Tudo está de cabeça pra baixo, vivemos mergulhados na corrupção, tentados todos os dias, vivenciando e lutando para não sermos iguais. Muitos discutem e brigam por suas verdades, usam de violências e se camuflam através da internet para ofender as pessoas de diversas maneiras.

Existem tanto vestígios de ódio que nos rodeiam que estamos prestes a ceder, se não pensarmos racionalmente. Muitos já cederam, muitos tem prazer em ofender, magoar, desrespeitar alguém desconhecido. Muitos tem prazer em ver a infelicidade dos conhecidos, muitos tem prazer em ser melhor do que o outro. Muitos tem prazer em se envolver em relacionamentos comprometidos, muitos tem prazer em tem prazer da desgraça alheia. Pelo pouco que já vivencie e observei – a base de um ser humano é no que foi absorvido na sua infância, mesmo depois de adultos, são poucos que decidem agir com outros comportamentos, julgados como certo, que seriam “não causar mal as pessoas”. Muitos sofreram diversos abusos na infância, muitos nunca tiveram uma família com pais de verdade.

Estes em sua grande maioria,  procriam com todos esses problema psicológicos e o ciclo nunca acaba, mais crianças sendo impactadas por esses indivíduos. Resultado disso: nós termos que aprender a lidar na sociedade com vários tipos de pessoas. Vale ressaltar que em sua grande maioria,  são pessoas pesadas com diversas formas de violências, amarguras,  insensibilidades, vitimizadas, falsas e um tanto intrigantes.

O que esperar dos seres humanos?

O que você tem feito pelo mundo ao seu redor?

O que absorvemos muda nossos comportamentos, para bom ou ruim?

Isso é tudo por hoje!

Você poderá gostar de

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll Up
error: Content is protected !!