Reflexão sobre os protetores solares

Olá, positividade, hi guys, tudo bem?

Vamos conversar um pouco sobre os protetores solares? Mais, antes vamos de resuminho: A luz ultravioleta vem do sol em dois principais comprimentos de onda: UVA (ultraviolet-A) e UVB (ultraviolet-B).  Como todos sabem, pela manhã é o melhor horário para absorvermos o UVB, que é bom, por estimular a pele a produzir vitamina D. O UVA não é bom para pele devido ele penetrar mais profundamente na pele e provocar maior produção de radicais livres e dano celular. Porém ambos são importantes em equilíbrio para nossa saúde! Então é que entra a questão, usar protetor solar da forma errada é jogar dinheiro fora e vale considerar que: o uso do filtro solar traz duas consequências imediatas:

  1. A possibilidade de você absorver toxinas pela pele;
  2. Bloquear a formação de vitamina D e trazer consequências para seu corpo como um todo.

O que fazer se precisamos de proteção? 

O ideal pessoal é aderir a um protetor solar que seja livre de petroderivados, que evita de você de absorver toxinas adicionais. O uso do protetor pode ajudar no controle do melasma, mas não lhe protege contra o câncer de pele.  O segundo passo a ser tomado é avaliar o nível de 25-OH-vitamina D no sangue e suplementar caso esteja abaixo do ideal.  (por Dr. Carlos Braghini Jr., especialista em quiropraxia e autor do livro Ecologia Celular). Comentando sobre pretroderivados o que são esses nomes impronunciáveis, como Avobenzona, Homosalato, Octisalato, Octocrileno, Oxibenzona, Octinoxate e por que produtos tóxicos estão em nossos produtos? Por que são baratos, acessíveis à indústria e fáceis de diluir!

Menos de 1 milímetro nos separa de uma infinidade de toxinas, nossa pele é altamente permeável e permite que muitas substâncias atinjam diretamente a corrente sanguínea e alcancem lugares distantes em nosso corpo.

O que tem na composição de muitos protetores solares

  1. Parabenos, por exemplo, são usados em quase todos os produtos de beleza como conservantes;
  2. Óleos Minerais, Parafina e Petrolato são derivados de petróleo que recobrem a pele com uma fina camada semelhante ao plástico, o que fecha os poros e impede a eliminação de toxinas. Provocam o envelhecimento precoce da pele e, por conta disso, estão ligados ao câncer – Também são mais baratos e por isso as empresas usam!;
  3. Lauril Sulfato de Sódio (SLS) é encontrado em quase todos os produtos de beleza e higiene pessoal;
  4. Acrilamida é encontrada na maioria dos cremes faciais e está ligada aos tumores mamários;
  5. Propilenoglicol é um solvente para fragrâncias oleosas – ligado a problemas de fígado e rins;
  6. O Dioxano está escondido em ingredientes como o Polietilenoglicol (PEG), ou polisorbato, alcoóis etoxilados – é facilmente absorvido pela pele e, por ser volátil, é absorvido pela mucosa nasal e respiração;
  7. O Tolueno está presente em virtualmente todos os produtos com cheirinho. A exposição crônica ao tolueno provoca anemia, diminui a contagem de hemácias, lesiona o fígado e pode afetar o desenvolvimento do feto ainda no útero;
  8. Ftalatos estão presentes em mais de 75% das embalagens plásticas;
  9. Metilisotiazolinona (MIT) e o Triclosan são largamente utilizados em produtos com ação antibacteriana (xampus, sabão para lavar as mãos, pastas de dente), mas pode provocar efeitos danosos no sistema nervoso.

De acordo com algumas pesquisas que fiz há anos, não existe tanta eficácia nos protetores acima do FPS30, a não ser o dinheiro, bem como o uso contaste de determinados produtos, pode nos acarretar dependência. Comento sobre isso, pois devido a camada de ozônio sempre ter existido, nossos ancestrais logicamente, nunca usavam produtos químicos, logo não morreriam de pele, desde que mudamos nossas políticas de vida, muita coisa mudou. Penso que, devemos ir bem devagar ao sair aderindo a tudo que a química tem a nos oferecer, afinal gente, eles estudaram anos para isso, logo é estimado retornos por isso, bem como vender seus produtos, firmar parcerias com empresas, médicos e demais da mesma classe.

O câncer tem matado muita gente há anos, afinal o câncer aproveita-se, do fator genético,  das quantidades de químicas usadas no corpo, no ambiente, no estilo de vida, na espiritualidade de cada pessoa e todo esse conjunto é um motivo a mais para nosso sistema imunológico deixar de nos proteger. Vale ressaltar, que a eficácia dos protetores solares mesmo sem a exposição do sol está na reaplicação, fato que muitos esquecem, bases com proteção não é o protetor solar e se fores usar, deves  usar antes de sair para a exposição.

Na próxima postagem, leremos juntos as composições do protetor solar que uso. Isso é tudo pessoal! Apreciem com moderação!

See ya

Você poderá gostar de

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll Up
error: Content is protected !!